Entre consórcio e associação a opção será sempre pelo consórcio. Mas, por que? Apesar de  não entender a insistência do erro e observar a agonia das IGR, este texto em particular é dedicado àqueles profissionais que dedicam seu esforço em fazer valer a pena, tentando achar solução para o trabalho que acontece lá na ponta, nos Municípios. Então, vamos lá…

Ah! Antes de mais nada, se esta é a sua primeira vez, seja bem vindo ao Blog de Capacitação Gestão & Política de Turismo no Município. Nosso objetivo é ajudar, orientando gestores públicos e técnicos a colocar sua Cidade no Mapa do Mercado Turístico e de Eventos. Se já acessou outros textos, obrigado mais uma vez pela confiança. Se gostou, compartilhe e curta. Toda semana tem um novo texto!

Criar associação simples entre Municípios, com o intuito de respaldar uma IGR, é o mesmo que juntar um monte de bolso-furado que quiçá sabe se terá dinheiro para chegar até o final do mês. Lembre-se que as Secretarias de Turismo tem um dos menores orçamentos de qualquer Prefeitura. 0,67% para ser exato em pesquisa que fizemos em 2017/2018. Sem recurso = sem prestígio. Sem prestígio = o Prefeito não presta atenção.  Logo, é chover – sem água – no molhado. Não vai te levar a lugar algum mesmo.

Os consórcios pelo contrário não são algo novo. Eles aparecem no radar desde a constituição de 37, e se tornou ao longo dos anos um fortíssimo instrumento de gestão pública, sobretudo para pequenos municípios que acabam não tendo acesso aos recursos federais, justamente por serem muito pequenos. Tem respeito político e respaldo institucional, onde você terá mais apoio da bancada tanto Estadual como Federal do seu Estado. Consócios são mais aceitos pelos Prefeitos, pois estão todos quebrados. Sabem que precisa, atuar juntos de forma cooperada. Sugiro a leitura da cartilha da Confederação Nacional dos MunicípiosSem falar que o princípio associativista já está imbuído no entendimento do conceito de consórcios. 

Quer fortalecer a IGR de verdade? Inclua ela num pacote de ações do Consócio, caso o seu Município já faça parte de um. Se não faz, mobilize seus pares dos outros Municípios para capitanear a criação de um. Porém, aqui vai uma dica vital: articule fazendo um movimento para incluir outras áreas fortes como educação, saúde ou até meio ambiente para que o Consórcio nasça forte e (muito!!) apoio dos Prefeitos. O Turismo vem a reboque deste processo e não ao contrárioPode até parecer que você vai precisar fazer uma volta enorme, não é mesmo? Mas, é necessário, diante da ineficiência do Governo Federal em seguir lidando com uma estratégia de desenvolvimento turístico errada. Pense nisso. 

 

Dúvidas, esclarecimentos? Escreva. Curta a fanpage @politicadeturismo

Obrigado pela confiança.

Para quem não me conhece, meu nome é Eduardo Mielke. Desde 2004, meu trabalho  é ajudar você que é gestor Público ou representa uma associação de turismo ou COMTUR. Os textos são para auxiliar/orientar também, aqueles Governos que buscam usar de forma mais inteligente os recursos disponíveis através da cooperação. O que importa mesmo, é a geração de emprego e renda local. O resto é conversa fiada.

Palestras, Workshops e treinamentos? Escreva para emielke@kau.edu.sa

Compre o livro do SIMTUR!!! Lá você terá todas as orientações que você precisa para fazer o seu Município decolar!